Alumbramento Coletivo

"Certezas Inacreditáveis" é o nome do novo show cujas fotos, músicas e depoimentos você pode ver, ou já deve ter visto, na home desse site! =) É também o nome do disco que vamos gravar, finalizar e lançar junto com você que está nos lendo! Neste plural estou eu, Luiza Borges, cantora que criou o projeto em  2014, e uma equipe que foi crescendo até chegarmos a esse momento coletivo!

Tudo começou depois que encerrei quase dois anos de shows de lançamento do meu primeiro disco, o "Romanceiro". Eu sentia vontade de representar outras músicas e mensagens e iniciei nova pesquisa de repertório, foi quando me deparei com a composição de Thiago Thiago de Mello e Edu Kneip: "Certezas Inacreditáveis". Assim que escutei fiquei imensamente feliz, era o nome e o norte do show!

Seus versos "na correnteza deixei a certeza de nunca crer no que não se vê e acreditando fui relampiando e me desafiando a poder enxergar, esse segredo não é arremedo, eu juro tão cedo jamais duvidar do que há", falaram alto ao meu coração. Me trouxeram um personagem que ao se ver de encontro consigo decide não mais duvidar de suas verdades, de suas certezas  mais íntimas, de sua relação com a realidade que o cerca.

Era exatamente esse o espírito que já aparecia em todo novo repertório, então a canção virou o título do trabalho! De maneiras diversas as músicas de "Certezas Inacreditáveis" nos direcionam para um auto contato e instigam nossa expressividade, juntas viram um incentivo para que toquemos nossos universos íntimos e com eles (re) vivamos o mundo externo.

Desde Outubro do então 2014 até Dezembro de 2015 o show percorreu mais de 10 teatros no Rio e o repertório foi ampliado, testado, transformado e sempre muito bem recebido! Sempre também apresentado no formato voz e violão, ao lado do grande violonista e parceiro de trabalho André Siqueira. Já na estreia o pessoal perguntava quando teria ou se já havia CD!

Chegou 2016 e senti que não devíamos mais esperar o patrocínio chegar, com tantos amigos e ouvintes queridos desejando e indagando por esse disco, considerando a vontade de a aprofundar as possibilidades de comunicação com todos aqueles que passam pelos meus trabalhos, o financiamento coletivo me pareceu o caminho mais sincrônico de todos! 

Juntos, sei que é possível caminharmos em direção ao lugar mais interessante do amanhã, como diz a música título do disco: "tem que acreditar, não é lenda, eu vi", e eu acredito! ;-)

As recompensas desse financiamento foram pensadas para que estejamos de fato trocando e construindo algo que seja bom para todos os envolvidos. Se as músicas aqui explanadas lhe interessarem e inspirarem, que bom será poder contar com seu investimento anterior para que elas cheguem a você posteriormente! Mas, porque não ir além? Aqui lhe oferecemos desde aulas de voz falada e cantada (particulares ou em grupo) até audição das canções do disco com café da manhã saudável e sessão de acupuntura! Sim, incentivar o auto-contato e a comunicação não é só uma característica do disco, é um posicionamento da artista que voz fala e eu desejo que possamos ampliar essas experiências ao máximo durante esse processo inacreditável de certezas! =)

Vamos à equipe envolvida no projeto: adaptando e ampliando os arranjos de show para o CD temos o já citado André Siqueira, que assina também a direção musical. Na produção musical contamos com o trabalho maravilhoso e minucioso de Tássio Ramos, que também somará com seu baixo elétrico. Super Pantico Rocha assume a bateria e ao longo da obra poderemos ouvir as participações fina-flor de: Rodolfo Cardoso, Denize Rodrigues, Bernardo Aguiar, Carlos Malta, Luiz Augusto, Bernardo Diniz e André Geiger. O disco está sendo gravado com João Ferraz, no estúdio Lontra e Henrique Vilhena assume a mágica da mixagem, Luiz Tornaghui na masterização. Ainda temos a sorte de ter Marcelo Fedrá nos registros visuais e Pedro Garcia na arte da capa e do livreto do disco. Além, é claro, da galera do Embolacha, parceiros que conheço desde que distribuí com eles meu primeiro CD.

A grana do financiamento irá precisamente para o pagamento do estúdio de gravação, da mixagem e da masterização, da prensagem, de alguns pequenos custos de produção e do lançamento do álbum, além é claro de cobrir as próprias recompensas.

Os compositores-maravilha presentes no projeto são: Thiago Thiago de Mello, Edu Keip, Renato Frazão, Marcelo Fedrá, Pedro Ivo, Mauro Aguiar, João Nabuco, Pedro Sá Moraes, João Cavalcanti, Thiago Amud, Manduka, Luiza Borges (pois é, rs!) e Gilberto Gil. E aí? A vida é um dia só, vamos juntos?