ÁLBUNS E SHOWS:

Luiza Borges lançou seu primeiro álbum, "Romanceiro",quase só de inéditas, pelo selo independente Embolacha, em 2012, e foi pré- selecionada para o 24° Prêmio da Música Brasileira. Em seu álbum mais recente, "Certezas Inacreditáveis" (Embolacha - 2017) continua o seu mergulho pela nova MPB dando ênfase à canção contemporânea carioca.

Em 2019 estreou o show Mancomunados, com os artistas Mauro Aguiar, Aline Paes, Renato Frazão, Diogo Silli e Bernardo Aguiar, em que canções e textos poéticos dos integrantes são apresentados de modo percussivo e lírico. Circula também o novo show “Túlio e Luiza”, com o cantor e compositor brasiliense Túlio Borges, em que os dois apresentam suas parcerias e demais composições de Túlio com parceiros de todo o Brasil, a dupla já se apresentou em SP, RJ e DF. Ainda este ano, comemora - em show que traz novas canções e revisita outras de sua trajetória - 15 anos de dueto com o violonista André Siqueira. O duo reestreou em apresentação acústica e estilosa, com violão barítono, seu recente e renovado repertório.

Em 2018 e 19 foi cantora solista na peça “Com Amor, Vinícius”, com repertório de Vinicius de Moraes e texto adaptado de Hugo Sukman e Marcos França. Também nos dois últimos anos integrou o “Show Decopulagem”, em que a dança e a palavra da bailarina e escritora Aline Bernardi são entremeadas com as canções de Renato Frazão e apresentadas por ele junto com Luiza.

Prepara-se para lançar seu segundo livro de poesias. Em Julho de 2016 lançou o livro de poesias “Silêncio Absoluto”, através do Prêmio Literacidade 2015.

Em 2011 lançou o disco "Leve o Porto - Mulheres que Cantam Pedro Ivo" ao lado das cantoras Karla Silva, Aline Paes e Pati Oliveira”, com o cantor e compositor Pedro Ivo,  apresentando o repertório deste artista.

Em 2009, foi uma das finalistas da 4° Mostra Novos Talentos da casa Carioca da Gema. Liderou rodas de samba na Lapa durante o período de 2007 a 2012.

Em 2009 e 2010, atuou em “Os Ignorantes”, de Pedro Cardoso, como cantora solista.

 AULAS:

É formada em Licenciatura em Música pela UNIRIO e é uma das pioneiras a completar a formação no Método Herz, para canto popular, criado pela professora de canto e pesquisadora da voz Angela Herz. Como professora de canto e preparadora vocal tem ajudado e orientado um expressivo número de profissionais da voz falada e cantada, bem como de amadores em busca de seu autoconhecimento vocal e aprimoramento musical, em abordagens individuais ou em grupo.

Trabalhou como orientadora vocal e monitora dos naipes de Soprano e Contralto nos corais das empresas: Projac, Inmetro e Neoenergia, e como monitora substituta nos corais das empresas: Vale e Firjan, sob a batuta do maestro Edu Morelembaum, entre 2007 a 2014. Cumpriu a mesma função nos corais da Fiocruz, entre 2006 e 20012, e Finep, entre 2007 e 2008, sob regência do maestro Paulo Pauleira Malagutti.